Profissionais de TI

Postado por: admin | Data: 3 de fevereiro de 2016 | Categoria: Artigo Eduardo Ribeiro

A empresa americana de pesquisas Evans Data apresentou um estudo este ano que estima em mais de 590.000 profissionais de tecnologia ativos no país em 2020. Este número representa um aumento de 23% neste segmento da força de trabalho.

Por um lado, para nós profissionais de TI, isso representa uma boa notícia. Significa a consolidação do país como um pólo de desenvolvimento tecnológico, mais investimentos na área, melhora geral na formação e aumento de oportunidades.

Por outro lado, quer dizer que ficará pelo menos 23% mais difícil de se destacar da grande massa. Assim como as grandes marcas, todo profissional precisa realizar o seu marketing, se diferenciar e valorizar sua marca pessoal. Então se você é um dos profissionais que pretende permanecer ativo pelos próximos cinco anos, é melhor traçar logo sua estratégia.

Tradicionalmente os profissionais de TI procuram destacar-se através do domínio de certas tecnologias. Profissionais de desenvolvimento buscam conhecimento e certificações em novas linguagens ou frameworks enquanto profissionais de infraestrutura e suporte estudam novos protocolos de rede ou versões atualizadas de sistemas operacionais.

É claro que estes especialistas ainda terão seu valor, mas vemos duas novas classes de profissionais da TI surgindo cada vez com mais força. São aqueles especializados em business e empreendedores.

Falando primeiro sobre os empreendedores, gostaríamos de indicar a leitura da matéria de capa da revista Exame de 25/11/2015 (edição 1102, ano 49, número 22 – “Geração Startup”). A matéria fala de uma nova geração de empreendedores que continua crescendo e angariando investimentos apesar da crise.

Todos eles estão ligados a negócios fortemente apoiados por tecnologia, a maioria relacionados com aplicativos para smartphones (as famosas “apps”). Um destaque desta matéria é dizer que, nas gerações anteriores de empreendedores, as startups eram criadas e geridas por profissionais de tecnologia com pouco ou nenhum conhecimento ou habilidade em administração de negócios. Talvez isso explique tantas bolhas e empresas desaparecendo. Diferentemente, as startups atuais, são fundadas por profissionais com experiência e formação voltada para a gestão de negócios, embora continuem sendo profundos conhecedores da tecnologia.

No lado dos profissionais de tecnologia que não investem na criação de seu próprio negócio, também existem aqueles que preferem aproximar-se do lado business das empresas, afastando-se do bit-byte tecnológico. Antigamente estes profissionais tornavam-se “Analistas de Negócio” e se especializavam de forma “vertical”. Ou seja, o profissional de TI se tornava especialista em seguros, em saúde ou varejo, por exemplo.

Havia também profissionais que se especializavam de forma “horizontal”, principalmente na chamadas áreas de backoffice como contabilidade, tesouraria etc.

Mas atualmente uma nova área vem surgindo e mais profissionais de tecnologia percebem a importância e as vantagens de sair do backstage (ou da retaguarda) e atuar no palco principal, permitindo e potencializando vendas e crescimento de marketing share através de tecnologia aplicada ao marketing. Se você é um destes profissionais, seja bem-vindo ao nosso mundo!

 

Abraços, bons negócios e até a próxima

 

 

 

Assine nossa lista de contatos

* indicates required

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *