Facebook for Small Business

Postado por: admin | Data: 1 de fevereiro de 2016 | Categoria: Artigo Sem categoria Small Business

Seguindo com a linha de Tecnologia para Marketing para negócios de menor porte, hoje vamos reunir algumas dicas importantes para explorar o Facebook como ferramenta de relacionamento e aquisição de clientes. Já comentamos por aqui que o maior bem de uma empresa, principalmente as pequenas, é sua carteira de clientes fiéis e que os pequenos empreendedores devem tirar vantagem de seu tamanho para manter um relacionamento individual e próximo com estes clientes. Este relacionamento dificilmente será feito de forma adequada através de uma rede social. Para isso, indicamos preferencialmente os canais de e-mail e até as ferramentas de troca de mensagens (como o Whatsapp, por exemplo).

 

Porém o Facebook de uma pequena empresa tem uma razão muito importante para existir: manter um canal contínuo de divulgação da marca entre clientes e potenciais clientes, atrair audiência orgânica e, com isso, alimentar com contatos fiéis e interessados a sua lista de contatos. De todas as redes sociais que estão disponíveis, provavelmente é o Facebook uma das plataformas mais utilizadas.

 

Existem duas formas básicas de se trabalhar com esta rede social: 1) investindo em anúncios; ou 2) atraindo audiência orgânica para sua fanpage. As duas estratégias têm o seu valor e momento, mas principalmente para o pequeno empresário, atrair o maior número de pessoas possível sem precisar investir em anúncios pagos é o mais interessante. Se você quiser saber um pouco mais sobre anúncios no facebook ou outras plataformas de anúncio, talvez queira ler este post que publicamos há algumas semanas.

 

A primeira regra para se ter uma fanpage seguida é frequência. Não vou defender que frequência seja mais importante que relevância, por exemplo. Mas olhando do ponto de vista do pequeno empresário, que não tem verba para manter uma agência digital criando conteúdo, acredito realmente que o primeiro grande desafio seja manter postagens frequentes na sua conta do Facebook. Quão frequente? Seria muito bom que você postasse algo relevante todos os dias, mas como o ótimo é inimigo da concretização, minha recomendação é você se planejar para pelo menos três postagens semanais.

 

Aí vem a segunda regra: relevância. Aqui também se aplica o conceito de custo de oportunidade. Pense que cada vez que um cliente pára para ler um post seu, ele vai avaliar seu interesse por aquilo que está lendo. Se houver relevância, você ganha um ponto. Se não houver, você perde dois. Sim, perder relevância perante sua audiência, infelizmente, é mais fácil do que ganhar. Então, mesmo mantendo a frequência, a cada postagem, antes de apertar o botão de publicar, pergunte-se se o seu público-alvo encontrará relevância naquilo que está sendo postado.

 

Para isso, valorize post atuais e factuais. Fale, por exemplo, do verão que está começando, do calor que está fazendo, da chuva que caiu em sua região ou de como desviar-se dos blocos de carnaval desta semana para chegar à sua loja. É claro que estes fatos devem estar conectados aos seus serviços ou produtos! Ou seja, não custa reforçar, não fale do verão se não conseguir criar um gancho entre ele e o seu serviço (“Opa, o verão chegou com tudo hoje aqui em Niterói e só quem está com a revisão do ar-condicionado em dia vai poder dormir tranquilão. Aliás, clique aqui neste link e veja que cuidados você deve ter nestes dias em que o aparelho fica ligado muitos dias seguidos…”). Não fale dos blocos de carnaval se não houver um gancho para o seu negócio (“Estão sabendo que este sábado tem concentração do Suvaco de Cristo aqui perto do salão? Se for ao bloco passe aqui depois, pois estaremos fazendo um plantão pós-bloco para reforçar a maquiagem e o cabelo das meninas. Afinal, você não quer sair despencada na foto do Empolga às 9, né?”).

 

Você também deve prestar atenção ao tipo de texto que publica em sua fanpage. A linguagem deve estar adequada ao público e à forma como seu negócio costuma se dirigir aos clientes. Não cabe, por exemplo, um texto super-formal para um salão de beleza onde as relações são mais informais. Também não dá para escrever um monte de gírias na fanpage de uma clínica médica que trata de doenças graves. Vale, ainda, seguir as tradicionais dicas de redação de marketing como usar frases de efeito no topo da postagem, colocar pitadas de humor e humanizar as postagens. São textos de pessoas reais para pessoas reais.

 

Por fim, não esqueça que o Facebook é uma rede social de relacionamento, não um feed de postagem de notícias. Nunca deixe um cliente seu sem respostas quando ele fizer um comentário, porque isso é o mesmo que deixar a pessoa falando sozinha. E, se não pega bem pessoalmente, também não vai pegar bem na fanpage.

 

Abraços, bons negócios e até a próxima.

ER

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *