Mobile-se

Postado por: admin | Data: 1 de março de 2016 | Categoria: Artigo Eduardo Ribeiro

Se sua marca ou a empresa em que trabalha ainda não está totalmente preparada da vender e relacionar-se através dos dispositivos móveis, sinto informar-lhes que estão (muito) atrasados!

Você até poderia ignorar as mais de 50 milhões de unidades de smartphones que foram vendidas em 2015 no Brasil. Você até poderia ignorar os mais de 84 milhões de usuários da web móvel em 2016. Talvez você até mantivesse a antiga crença de que o país não está desenvolvido o suficiente e que apenas os mais ricos possuem smartphone (ignorando a verdade de que 79% dos smartphones estão nas mãos das classes B e C).

Mas não dá mais para ignorar quando os grandes players do mercado web apresentam os números sobre a influência da internet móvel em seus negócios. Nos bancos, por exemplo, em 2014 mais da metade das transações já eram realizadas pela internet e, dessas, 22% foram feitas através de canais móveis. Esta participação representou o dobro de 2013, que já foi três vezes maior que 2012.

No e-commerce não poderia ser diferente. Estima-se que, em média, 15% de todo o volume negociado no país é feito através de tablets e smartphones. A gigante do setor B2W informa que 35% de seu tráfego se origina na internet móvel. Na Netshoes este número chega quase à metade do tráfego e 20% da receita.

Além disso, todos os executivos de vendas e marketing destas empresas são unânimes em afirmar que, mesmo nas vendas finalizadas através do computador, a pesquisa prévia utilizando o celular é significativa. Ou seja, o mesmo movimento que víamos no início do comércio eletrônico nos clientes de grandes varejistas off-line, que realizavam suas pesquisas na web para depois concretizá-las pessoalmente na loja, agora acontece no e-commerce misturando celular e computador.

E o seu canal móvel, às quantas anda?

Abraços, bons resultados e até a próxima.

ER

 

Fontes: Revista Exame, IDC, Nielsen IBOPE, eMarketer, E-bit, Febraban, OCDE e Consultoria TTR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *